4 desafios da gestão escolar na educação do século XXI

4 desafios da gestão escolar na educação do século XXI

4 desafios da gestão escolar na educação do século XXI

Com o passar do tempo, os desafios da gestão escolar mudam, já que a nossa sociedade não é estática, mas dinâmica. As pessoas inseridas em um contexto cultural e social costumam seguir tendências que são definidas por avanços tecnológicos ou até mesmo por mudanças no padrão de consumo. Com a globalização, isso se tornou ainda mais intenso.

Acompanhar tais inovações e alterações é algo fundamental para gestores do setor da educação. Essa reciclagem também é extremamente importante para os educadores, responsáveis diretos pela transmissão de conhecimento, e para os pais, que têm um papel crucial na educação dos jovens.

Mas afinal, quais são essas mudanças? Que desafios elas trazem para o dia a dia de uma instituição de ensino? A seguir, conversaremos sobre esses aspectos e mencionaremos modos de driblá-los a fim de construir uma educação muito mais democrática, justa e eficiente para os jovens brasileiros. Boa leitura!

Quais são os principais desafios enfrentados pela gestão escolar na atualidade?

As mudanças no padrão de comportamento da sociedade também trazem desafios para o cotidiano das salas de aula. Com as alterações comportamentais e psicológicas das gerações, é necessário que os professores, pais e gestores escolares fiquem atentos a fatores como:

1. Bullying

O bullying sempre existiu como um desafio na gestão escolar. No entanto, nos tempos atuais, ele mudou de forma e está presente também no âmbito tecnológico. O cyberbullying é um problema ainda mais sério, guiado, muitas vezes, pelo suposto anonimato conferido pela internet. Discutir esse tema em classe é, portanto, algo fundamental.

2. Problemas de comunicação

Embora a comunicação pareça estar mais rápida hoje em dia, isso também se torna um problema na hora de captar informações. É importante ensinar pais e filhos a se comunicarem adequadamente em tempos de WhatsApp e outras tecnologias, focando na importância do entendimento das informações que são trocadas.

3. Falta de engajamento dos estudantes

Atualmente, é muito mais comum observar alunos completamente desinteressados nas matérias e na aula em que se encontram. Isso, normalmente, se dá por conta do engessamento da educação, que não caminha lado a lado com os avanços tecnológicos. A seguir, conversaremos melhor sobre como deixá-los mais engajados.

4. Distrações com a tecnologia

Outro ponto importante é garantir que as distrações com o mau uso dos dispositivos eletrônicos sejam cessadas. Investir em metodologias que trabalhem com a tecnologia é uma maneira de incentivar o seu uso correto, sem a existência de distrações que possam ser nocivas ao aprendizado.

Por que as escolas devem se preocupar?

Embora, outrora, o avanço das mudanças caminhasse de maneira mais lenta, hoje em dia a situação é muito diferente. Em média, a cada 4 anos, o perfil dos estudantes de uma turma muda completamente. Isso mostra quão rápido as gerações são moldadas de forma diferente na atualidade.

O sociólogo polonês Zygmunt Bauman, por exemplo, aborda em sua obra o conceito de ‘’tempos líquidos’’. Para ele, a sociedade hoje avança em tamanha velocidade que as alterações são como água — impossíveis de serem paradas ou até mesmo seguradas com as nossas mãos.

Em tempos de um verdadeiro tsunami de novas informações, é importante que a escola tenha uma postura realmente voltada para o uso da tecnologia. Abandonar metodologias engessadas é algo crucial para a captação de interesse dos estudantes, que muitas vezes se sentem desmotivados ao entrar em uma sala de aula.

E não é para menos: os jovens do século XXI são constantemente bombardeados por estímulos e novas informações. Deixá-los engajados em uma classe que utiliza moldes de ensino de muitas décadas atrás é uma tarefa um tanto quanto complicada.

Além disso, negar a existência da tecnologia ou até mesmo vê-la como uma inimiga é, em palavras mais simples, “enxugar gelo”. Os avanços tecnológicos não só estão presentes em nosso dia a dia, como também fazem parte do futuro do mercado de trabalho.

Portanto, incluí-los no dia a dia do currículo escolar é sinônimo de preparação e adequação dos estudantes às demandas profissionais que eles enfrentarão ao terminarem os estudos.

Quais são as novas tecnologias que podem ajudar nesse aspecto?

É impossível negar a presença da tecnologia no cotidiano de crianças e adolescentes de hoje em dia. Não é incomum observarmos crianças com cerca de 3 anos que já dominam o uso de dispositivos eletrônicos de forma realmente impressionante. Como, então, esperar que esses indivíduos se adaptem a metodologias engessadas no ensino?

Com isso em mente, é sempre importante pensar na importância da adequação dos avanços tecnológicos tanto nos setores de gestão das escolas (algo extremamente benéfico e que otimiza muito os processos internos) quanto nas salas de aula. Isso fará com que os alunos se tornem mais engajados e interessados pelos estudos.

O letramento digital, por exemplo, é um ponto indispensável na educação do século XXI. Ensinar as crianças a lidarem com a internet de modo responsável e eficaz é fundamental para garantir que elas estejam seguras nesse novo ambiente. Nesse ponto, são abordadas questões como o cyberbullying, as fake news e a segurança das informações prestadas online.

Mas isso não é tudo. A utilização de metodologias específicas de ensino pode ser algo muito vantajoso para todos os envolvidos no âmbito escolar. Na maioria das vezes, elas trabalham com a “sala de aula invertida”, um conceito que faz com que os estudantes sejam os protagonistas de suas aulas, guiados pelo professor.

Entre as mais benéficas, podemos citar a STEM e a STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Math — Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática) , que utilizam a tecnologia diariamente para a criação de uma sala de aula realmente interativa e interessante, que capta a atenção dos alunos, respeita as suas diferenças de aprendizagem e otimiza a absorção de conhecimento.

Como podemos ver, boa parte dos desafios da gestão escolar na atualidade estão relacionados com as mudanças naturais de nossa sociedade. Nesse contexto, é fundamental que educadores, pais e também os gestores das escolas se unam para resolver tais problemas.

O uso da tecnologia e de novas metodologias, por exemplo, são ótimas medidas para lidar e prevenir situações indesejáveis.

Gostou de conhecer os principais desafios da gestão escolar no século XXI? Então, que tal expandir ainda mais os seus conhecimentos sobre o tema? Para isso, confira o nosso artigo sobre a experiência de aprendizagem na atualidade e veja como incorporá-la em sua escola!

Afinal, quais os benefícios da educação empreendedora?
Post anterior Afinal, quais os benefícios da educação empreendedora?
Ensino de programação: veja porque sua escola deve implementar
Próximo post Ensino de programação: veja porque sua escola deve implementar
Close