Rematrícula escolar: saiba o que fazer para reter os seus alunos!

Rematrícula escolar: saiba o que fazer para reter os seus alunos!

Ação permanente de toda instituição de ensino privada, o período de rematrícula escolar representa mais um dos tantos desafios da gestão educacional. Com um mercado tão volátil e inúmeras opções com diferente custo-benefício, forma-se uma linha tênue entre a escola e as famílias. Esta pode se romper e resultar na evasão de alunos por motivos que certamente seriam evitados com estratégias focadas em um bom relacionamento.

Assim, no cenário atual, as escolas precisam investir nas melhores práticas para aumentar a retenção de alunos. Isso só acontece a partir de uma parceria sólida com as famílias, a ponto de elas sentirem a necessidade de renovar os planos de um ensino de qualidade para seus filhos naquela instituição. Nesse sentido, a rematrícula escolar é um período de renovação da confiança das famílias com a escola e, portanto, exige atenção e estratégia.

Para que você tenha sucesso na rematrícula de sua escola e consiga atingir as metas previstas de retenção de alunos, criamos este post com insights para que você elabore uma excelente campanha. Acompanhe as próximas linhas!

Por que o período de rematrícula escolar é estratégico para a retenção de alunos?

Não é preciso de estatísticas para concluir que um dos pontos determinantes para a sobrevivência de uma instituição de ensino é ter um período de rematrícula escolar bem-sucedido.

Por outro lado, quando o número de matrículas fica aquém ao esperado, isso é um sinal de alerta para a existência de conflitos ou de problemas na instituição, os quais estão afetando a gestão da permanência de alunos. As questões que levam à não renovação da matrícula são diversas. Por exemplo:

  • alto custo de materiais escolares e atividades pedagógicas extracurriculares;
  • crise financeira na família;
  • custo-benefício inferior em relação a outras instituições de mesmo porte;
  • falta de comunicação entre a escola e a família;
  • infraestrutura considerada inadequada;
  • insatisfação com o ensino;
  • não reconhecimento das necessidades individuais dos alunos;
  • reajuste das mensalidades.

Como você pode perceber, o sucesso da rematrícula escolar resulta de um pleno alinhamento entre questões administrativas, estruturais e pedagógicas com as famílias. Isso significa se tratar de uma construção a ser edificada ao longo do ano.

Então, é preciso pensar em estratégicas para entrar no período de rematrícula escolar com a convicção de que a maior parte das famílias confia plenamente na sua instituição.

Agora que você compreende melhor a importância de se preparar para o período de rematrícula escolar, elencamos algumas dicas para a criação de uma campanha sólida. Confira!

Mantenha um relacionamento estreito com os pais ao longo do ano

Como dissemos, a existência de uma parceria sólida com as famílias é item fundamental para a renovação da matrícula escolar.

Dessa maneira, mobilize todos os profissionais da escola (corpo docente, administrativo, coordenadores e gestores) para manter um relacionamento estreito e personalizado com pais e alunos, a fim de conhecer suas demandas e tornar a escola um ambiente acolhedor para todos.

Isso é importante para a personalização do atendimento e o reconhecimento de problemas para a tomada de decisões preventivas e, assim, evitar uma possível evasão escolar.

Faça um acompanhamento individual dos alunos

Na esteira de um atendimento personalizado está o acompanhamento da situação de cada aluno na escola. Fazer essa gestão com a ajuda de tecnologias educacionais e do contato com os professores e os coordenadores facilita a detecção de anomalias.

Dessa forma, é possível verificar alterações no rendimento acadêmico, excesso de faltas, número elevado de advertências, distúrbios de aprendizado e problemas de convivência que estejam afetando negativamente o aluno.

Por outro lado, também é preciso valorizar os estudantes que estejam se destacando, por meio do reconhecimento público, como torná-los notícias nos canais de comunicação da escola, e de um programa de recompensas, a exemplo de bolsas de estudo ou premiações.

Facilite a renovação da matrícula e ofereça bônus

A rapidez e a facilidade na renovação da matrícula escolar são itens importantes para os pais. Por isso, invista em um sistema de gestão escolar que propicie a interligação com o portal do aluno online, para que os pais consigam renovar a matrícula de forma prática, sem obrigatoriedade de fazê-lo de forma presencial.

Recomendamos que esses canais digitais sejam autorresponsivos, de maneira a funcionarem perfeitamente em smartphones. Além disso, facilite as formas de pagamento, utilizando parcelamento em cartão de crédito, débito automático, boletos etc.

Também considere ampliar uma prática recorrente, mas que funciona: o oferecimento de bônus para as famílias que anteciparem a renovação da matrícula escolar. Por exemplo, considere a redução ou o abatimento das taxas de rematrícula, se houver, e porcentagem de descontos na anuidade.

Solucione pendências financeiras

A inadimplência é outro fator para a não renovação da matrícula escolar. Embora um aluno não possa ser impedido de terminar o ano letivo na escola por conta de pendências financeiras, é possível recusar a matrícula de quem quem tem mensalidades em aberto. Mas ignorar essas famílias também é prejudicial para a gestão de permanência dos alunos.

Sendo assim, crie um diálogo permanente com os inadimplentes e ofereça soluções para finalizar pendências financeiras, especialmente se o aluno tiver bons resultados na escola.

Descontos, parcelamento da dívida e, até mesmo, bolsas de estudos para o ano seguinte são itens a serem levados em conta durante o processo de fidelização do aluno inadimplente.

Invista em marketing educacional

Aproxime-se de seus alunos e de alunos em potencial por meio de uma campanha forte de marketing educacional. Para tanto, invista em um mix de marketing que contemple ações de outbound marketing (marketing tradicional) para manter a imagem da escola bem difundida. Além disso, marque presença nos canais digitais criando conteúdos e anúncios relevantes, a fim de falar diretamente com seu público (inbound marketing).

A internet, especialmente, é um recurso de muita relevância para o marketing educacional, pois, como estamos em um mundo hiperconectado, hoje é possível nutrir os leads (clientes em potencial) com informações educativas até ser feita a conversão (neste caso, a efetivação da matrícula).

Por que investir na reputação institucional além do período de rematrícula escolar?

Sabe aquela máxima da gestão empresarial de que é muito mais fácil e barato fidelizar um cliente a buscar novos consumidores? Pois bem, do ponto de vista mercadológico, zelar pela manutenção da reputação positiva da escola ao longo do ano é uma das principais estratégias para que a rematrícula escolar seja um sucesso.

Por outro lado, mais que garantir a sobrevivência institucional, realizar um trabalho de qualidade, tanto nas atividades meio (como a área administrativa) quanto nas atividades fim (o próprio ensino), é uma visão de fundamental importância para que a educação seja promovida com excelência.

Está mais do que clara a necessidade do envolvimento das famílias com a escola. Então, lembre-se de que o sentimento de orgulho e de pertencimento é essencial para que a própria comunidade escolar se torne defensora de sua escola e contribua indicando-a para novos alunos ― inclusive no período de rematrícula escolar —, algo que deve ser mantido e encorajado permanentemente.

Após essas dicas e reflexões sobre a importância do período de rematrícula escolar, gostaríamos de convidar você a baixar nosso e-book gratuito com várias estratégias para melhorar a captação e a retenção de aluno em sua escola!

Powered by Rock Convert
Post anterior 5 razões pelas quais a relação entre família e escola é tão importante
Próximo post Por que é preciso ajustar a matriz curricular à nova realidade do ensino?
Close