Como inserir jogos pedagógicos no programa educacional

Como inserir jogos pedagógicos no programa educacional

A busca por alternativas lúdicas de ensino é algo que preocupa educadores já há algumas décadas. No entanto, mais recentemente, essa preocupação se voltou para o uso da tecnologia no ensino e as maneiras com as quais podemos, como gestores da educação, incluir os jogos pedagógicos no programa educacional.

Por muitos e muitos anos, os jogos eletrônicos foram vistos, tanto por pais quanto pelos educadores, como vilões incompatíveis com a educação. Agora, chegou o momento de mudarmos esses conceitos e iniciarmos uma revolução na educação com a utilização de ferramentas como os games.

Gostaria de saber mais sobre esse assunto? Continue a leitura e confira algumas maneiras de implementar o uso de jogos eletrônicos no ensino e, claro, as vantagens que esse tipo de estratégia traz para a instituição de ensino e para os estudantes nela matriculados. Boa leitura!

Antes de mais nada, o que são jogos pedagógicos?

De modo simplificado, a denominação de jogos pedagógicos abrange todos os jogos — sejam eles eletrônicos ou não — que têm algum objetivo educacional ou que podem ser utilizados para esse fim, ainda que essa não seja sua premissa inicial.

Assim, podemos afirmar que vários tipos de jogos — como quebra-cabeças, puzzles, jogos de tabuleiro, entre outros — são pedagógicos, já que desenvolvem uma série de habilidades fundamentais para a vida acadêmica dos estudantes.

Contudo, em nossa conversa de hoje, falaremos exclusivamente sobre os jogos tecnológicos, uma vez que o uso desse tipo de ferramenta é algo que está cada vez mais em alta, sendo uma absoluta tendência do meio educacional para o século XXI.

Qual é a relação entre esses jogos e o desenvolvimento dos jovens?

A tecnologia foi, por muito tempo, vista como um problema para a educação. Porém, seu uso tem se tornado crescentemente mais difundido, principalmente por conta das demandas sociais da educação atual.

Cada vez mais os jovens estão conectados e, por isso, utilizar avanços tecnológicos como os jogos durante as aulas se tornou um importante diferencial. Essa estratégia é capaz de aumentar o foco, a concentração e o engajamento dos estudantes e ainda de reduzir problemas como a evasão.

Além disso, investir em alternativas tecnológicas é sempre recomendado, já que o mercado de trabalho busca e absorve profissionais que tenham uma maior familiaridade com esses conceitos.

Como eles contribuem para o aprendizado?

Estamos caminhando para melhor compreender sobre a importância dos jogos na educação! Agora, chegou a hora de descobrirmos quais são as vantagens e os benefícios da implementação dessa estratégia no ensino. Vamos lá? A seguir, confira algumas das principais!

Ajudam os jovens a lidar com frustrações

Errar é humano, mas persistir é preciso. Os jogos eletrônicos são uma ótima ferramenta para ajudar os estudantes a lidar com a frustração e a sensação de perda sem, é claro, desistir de seus objetivos. Assim, é possível trabalhar a resiliência e a persistência, além da inteligência emocional de toda a classe.

Desenvolvem habilidades

Habilidades como capacidades cognitivas (memorização, controle espacial, coordenação motora, entre outras) são fortemente beneficiadas com o uso de jogos educativos. A tecnologia atua como grande aliada no desenvolvimento simultâneo de uma série de competências essenciais para os estudantes das mais variadas idades.

Auxiliam no trabalho em equipe

Saber trabalhar com o outro também é algo muito pertinente para a escola e para a vida, além de ser uma característica bem valorizada pelo mercado de trabalho. Com os jogos, os estudantes aprendem a se comunicar e interagir melhor com os colegas e, claro, com o professor, desenvolvendo a capacidade de comunicação e de trabalhar em equipe.

Trabalham vários assuntos simultaneamente

Além de todas essas vantagens, a implementação de jogos pedagógicos também é muito relevante para estimular o interesse em vários assuntos ao mesmo tempo. Trabalhar conteúdos com games é uma ótima forma de fazer com que todos se interessem e participem muito mais!

Contribuem para o foco e o raciocínio lógico

Por fim, o ato de buscar alternativas para resolver um problema é fortemente desenvolvido com jogos, especialmente os videogames. Quando se veem em frente a um desafio, os estudantes buscam maneiras de ultrapassá-lo, trabalhando o raciocínio lógico de forma rápida e interativa.

Como podemos implementar os jogos pedagógicos na educação?

São muitos benefícios, não é mesmo? Já podemos perceber que o uso de jogos na educação é algo que trabalha diversas competências e capacidades de forma simultânea, fazendo com que o engajamento e o interesse da classe suba consideravelmente. Na sequência, veja algumas maneiras de colocar tudo isso em prática na sua escola.

Pesquise os jogos mais adequados para cada idade

O primeiro passo para a implementação desse tipo de estratégia é buscar alternativas de jogos que respeitem as particularidades e necessidades de cada faixa etária. Isso é crucial para que os benefícios para o desenvolvimento sejam realmente sentidos na prática.

Conecte-os ao plano pedagógico

Os jogos pedagógicos não podem, de forma alguma, ficar apenas jogados em meio às atividades escolares. Busque implementá-los em seu plano educacional, reservando um período para o trabalho com essa ferramenta tão importante para a educação.

Misture ações online e offline

Mesclar atividades online e offline também é uma boa estratégia para absorver tudo o que os jogos pedagógicos podem oferecer. As interações online, no entanto, devem ser sempre monitoradas e misturadas com ensinamentos sobre a segurança na internet e outros tópicos importantes.

Opte por metodologias que utilizem a gamificação

Por fim, uma ótima opção é buscar metodologias que utilizem a gamificação como parte do processo de ensino. Ao contar com esse tipo de ajuda, você terá acesso às ferramentas que realmente funcionam e que estão devidamente organizadas a fim de trazer resultados para sua escola.

Como podemos observar, os jogos pedagógicos e a tecnologia como um todo são ótimas estratégias para o ensino, fazendo com que os alunos se tornem mais engajados e participativos e tenham um desempenho acadêmico muito mais satisfatório no longo prazo. Então, o que você está esperando? Comece o quanto antes a utilizar essa ferramenta em seu plano educacional!

Gostaria de saber ainda mais sobre esse assunto? Confira nosso artigo especial sobre como lidar com as novas tecnologias em sala de aula e fique por dentro de dicas importantes para implementar a revolução tecnológica em sua instituição de ensino com mais eficácia!

Powered by Rock Convert
Post anterior Saiba como aliar a tecnologia às práticas pedagógicas da sua escola
Próximo post Afinal, como evitar a evasão escolar? Veja 6 boas práticas
Close