Entenda o que é a aprendizagem baseada em problemas

Entenda o que é a aprendizagem baseada em problemas

A maioria esmagadora de nós deseja ficar bem longe qualquer tipo de conflito. Por isso, pensar em uma aprendizagem baseada em problemas pode parecer, à primeira vista, algo bastante controverso e até mesmo impossível de ser realizado. No entanto, quando analisamos a situação de modo mais racional, chegamos à conclusão de que a realidade é bem diferente.

Com o passar do tempo, é muito comum que a realidade da educação se altere. Tais mudanças dinâmicas são esperadas quando falamos de uma área diretamente relacionada com o ser humano, que está em constante evolução física e psicológica. Assim, precisamos nos adaptar às novas demandas e oferecer uma educação de qualidade aos nossos alunos.

Dito isso, fica o questionamento: como podemos, afinal, elaborar uma educação pautada na resolução de problemas? Quais são as vantagens dessa abordagem tão diferenciada? A seguir, discutiremos esse assunto para que o conceito fique bem claro em sua mente. Boa leitura!

O que é, afinal, a aprendizagem baseada em problemas?

A maioria de nós foge de problemas, não é mesmo? A simples menção de algum conflito pode ser o gatilho necessário para que muitas pessoas desenvolvam uma severa ansiedade e se sintam mal, tanto física quanto emocionalmente. É, de certo modo, da natureza do ser humano evitar esse tipo de situação.

No entanto, uma coisa é certa: os problemas fazem parte de nosso dia a dia. Eles aparecem de várias formas diferentes e nos mais variados lugares: tanto no âmbito social quanto na escola e, claro, no emprego. Os problemas fazem parte até mesmo da educação, como é observado nos exercícios de matemática e de várias outras disciplinas.

A aprendizagem baseada em problemas, ou simplesmente conhecida como ABP (ou até mesmo PBL, sigla oriunda do inglês problem based learning) é, portanto, uma metodologia voltada para a aquisição do conhecimento por meio da resolução de situações. Essa é uma inovação muito interessante e que vem sendo utilizada com bastante sucesso mundo afora.

Quais são os pilares desse tipo de metodologia?

A abordagem baseada na resolução de problemas tem como principal objetivo mesclar alguns dos princípios básicos da educação, ou seja, a teoria e a prática. A intenção aqui é fazer com que o aprendizado seja mais dinâmico e ocorra de forma simultânea, fazendo com que o aluno tenha as bases teóricas e teste-as ao mesmo tempo.

A ABP faz com que os alunos se tornem muito mais engajados, especialmente por dar vez a outros métodos de ensino que diferem bastante da educação engessada das salas de aula tradicionais. Isso cativa o interesse da turma e, simultaneamente, os ajuda a desenvolver seus conhecimentos de forma mais abrangente.

O principal pilar da ABP é, portanto, a organização da proposta pedagógica em torno da resolução de problemas e não com a separação de disciplinas a que estamos habituados. Além disso, há a preocupação com o ato de lecionar a teoria e fazer com que a classe aplique os conteúdos vistos imediatamente, fixando o aprendizado e explorando os conceitos mais profundamente.

Quais são as vantagens mais marcantes dessa estratégia?

Em primeiro lugar, o benefício mais facilmente observado desse tipo de metodologia é o maior engajamento dos alunos em relação ao ensino. Por trazer aulas mais dinâmicas e divertidas, eles participam muito mais e têm um desempenho muito mais satisfatório em sala de aula.

Depois, uma das vantagens mais marcantes é o desenvolvimento da autonomia e do protagonismo dos estudantes. Por ser uma metodologia voltada para a resolução ativa de problemas, os alunos aprendem a controlar o próprio aprendizado ao escolher os modos como absorvem o conhecimento.

Esse tipo de metodologia é, inclusive, muito democrático. Como existem vários tipos de inteligência em uma sala de aula, é muito mais fácil atingir a todos os estudantes simultaneamente quando utilizamos a estratégia ABP. Assim, todos podem aprender igualmente, fazendo com que a sala evolua em sincronia.

Como ela funciona na prática?

Toda a dinâmica da sala de aula é modificada quando utilizamos a metodologia ABP. Aqui, o professor não é mais visto como um mestre que se posiciona em frente à classe e dá a sua aula. Esse tipo de abordagem, que é praticamente unilateral, dá lugar a uma estrutura muito mais interessante.

Na ABP, o professor atua como um guia que conduz os estudantes e caminha lado a lado a eles na busca pelo conhecimento. São apresentados problemas cotidianos e, a partir deles, as disciplinas são ensinadas simultaneamente. Por exemplo: um rio, em determinada cidade, encontra-se poluído. Como podemos solucionar esse problema?

A partir daí, várias questões de biologia, geografia, física e química são abordadas e, juntos, os alunos chegam a uma conclusão de como resolver esse problema. Esse tipo de abordagem pode ser feita pouco a pouco, fazendo com que os corpos docente e discente se habituem à nova realidade de maneira gradual.

Qual é a importância da aprendizagem baseada em problemas para os alunos?

Embora o ensino tradicional dê muito certo em várias escolas pelo Brasil, é inegável que essa abordagem tem se tornado cada vez mais obsoleta com o passar dos anos. O avanço da tecnologia e as próprias mudanças da sociedade e da geração atual (fenômenos comuns e que se repetem com frequência em nossa história) demandam novas estratégias para o ensino.

A educação está em constante evolução e, por isso, buscar metodologias que abracem as novas necessidades dos estudantes é sempre uma boa pedida. Bons exemplos são o STEM e STEAM, que utilizam a problemática para ministrar aulas interessantes e que atraem a todos os estudantes.

Contar com uma empresa especializada para fazer essa transição é extremamente importante, tanto para o treinamento da equipe quanto para a adaptação de pais, responsáveis e, claro, dos próprios alunos e funcionários de uma escola. A médio e curto prazo, no entanto, investir nessa estratégia funciona como um belo diferencial para a instituição e promove melhores resultados gerais entre os alunos.

Com isso, concluímos que no contexto do século XXI, a aprendizagem baseada em problemas pode ser uma ótima estratégia para a educação de crianças e adolescentes das mais variadas idades, preparando-os para o mercado de trabalho e também para a resolução de conflitos variados durante a vida. Então, que tal implementar tais conceitos em sua escola?

Gostou deste artigo? Acredita que ele pode ser útil para outras pessoas? Então, compartilhe o texto em suas redes sociais! Assim, colegas educadores e também pais e responsáveis de jovens em idade escolar poderão conferir todas as vantagens de uma educação baseada em problemas. Até a próxima!

Powered by Rock Convert
Post anterior Como evitar que os pais fiquem insatisfeitos com a escola?
Próximo post Veja como introduzir ferramentas de letramento digital na sua escola
Close