Descubra como incrementar a grade da educação integral na sua escola

Descubra como incrementar a grade da educação na sua escola

Descubra como incrementar a grade da educação integral na sua escola

A educação integral vai muito além da extensão do tempo de ensino. O conceito, na verdade, prima essencialmente pela formação completa do indivíduo, favorecendo o desenvolvimento de aspectos físicos, morais e intelectuais.

Para que esse modelo pedagógico seja bem-sucedido, é necessário que a instituição de ensino esteja disposta a remodelar seu projeto escolar e ir além de aspectos ligados à cognição e à racionalidade. A ampliação da jornada escolar é importante, mas é fundamental reestruturar conteúdos e linguagens, ressignificar espaços de aprendizagem e abraçar metodologias inovadoras.

Se esse assunto desperta seu interesse, confira este artigo até o final. Elaboramos a seguir um conteúdo especial para você descobrir como enriquecer a grade curricular do ensino integral. Boa leitura!

Saiba como funciona a educação integral

Como dissemos, a educação integral não está relacionada unicamente ao tempo de permanência do aluno na escola, embora o aumento da carga horária beneficie o modelo pedagógico.

A modalidade traz múltiplas oportunidades de aprendizagem e está focada no desenvolvimento completo de crianças e jovens nas esferas social, cultural, emocional, física, psicológica, entre outras.

Explicando de modo prático, no turno matutino são lecionadas disciplinas de núcleo comum e obrigatório. No vespertino, privilegia-se atividades extracurriculares variadas, como artes manuais, letramento digital, teatro etc. E essas atividades são realizadas de maneira interdisciplinar — ou seja, unificando aquilo que é comum a duas ou mais áreas, como culinária e matemática.

Conheça as vantagens do ensino integral

Após entender qual é o conceito de educação integral, é o momento de conhecer as vantagens dessa modalidade de ensino. Vamos lá?

Melhora do desempenho escolar

Graças a uma rotina escolar bastante estruturada, com períodos predeterminados para cada atividade, o aluno consegue assimilar melhor os conteúdos ensinados. Essa organização de tempo faz com que ele desenvolva autonomia e, consequentemente, melhore seu desempenho escolar.

No ensino integral, o jovem dedica-se muito mais aos estudos, tem a oportunidade de tirar suas dúvidas com profissionais especializados e é constantemente estimulado a se tornar protagonista do seu próprio aprendizado.

Diversidade de atividades

Além das disciplinas básicas, os alunos têm acesso a uma variedade de atividades ao longo do período escolar. Praticam esportes, aprendem sobre artes e música e aproveitam momentos de lazer e cultura, por exemplo.

Outro ponto interessante é que a educação integral privilegia o contato de estudantes com novas tecnologias e ferramentas digitais. Robótica, programação e letramento digital são exemplos de cursos oferecidos nessa modalidade de ensino. Bacana, não é?

Essa variação de tarefas garante a motivação dos jovens e ainda o desenvolvimento de novas e diferentes habilidades. Imagine o quanto isso será positivo para a construção de suas identidades. A partir do ensino integral, o aluno terá a chance de conhecer-se mais, identificando seus gostos e desejos.

Aproveitamento de tempo

É comum encontrarmos crianças e jovens que passam tardes em frente à televisão, jogando videogames ou navegando pela internet. Uma pesquisa realizada por acadêmicos das universidades da Georgia e de San Diego, nos EUA, aponta que adolescentes que acessam bastante as redes sociais, por exemplo, são 68% mais infelizes em relação aos que passam menos tempo em frente a telas.

De certo, passar períodos ociosos em casa sem uma supervisão adequada não é saudável. Nesse sentido, a educação integral configura-se como essencial para manter o bem-estar dos alunos, afinal, enquanto estiverem na escola, eles serão constantemente acompanhados e estimulados, mesmo durante momentos de descontração.

Confira outros benefícios do ensino integral:

  • oferece orientação nutricional adequada;
  • traz tranquilidade aos pais que necessitam trabalhar o dia todo;
  • melhora a convivência no ambiente domiciliar, uma vez que os alunos têm mais tempo para atividades prazerosas junto aos seus familiares;
  • promove o desenvolvimento de relações sociais;
  • fortalece o vínculo entre o aluno e a escola;
  • incentiva hábitos de higiene.

Entenda a importância dessa modalidade de ensino

O mercado educacional mudou e tem se mostrado altamente competitivo. Para destacar-se em relação aos concorrentes, atrair o público-alvo e fidelizar o alunado, é preciso que as instituições de ensino estejam constantemente atentas às tendências e novidades do setor.

Nesse sentido, a educação integral mostra-se como um diferencial competitivo para que as escolas consigam se manter relevantes.

É importante, no entanto, que gestores estejam preparados para oferecer uma grade curricular em consonância com as necessidades e demandas da sociedade atual. E essa grade curricular deve contemplar conteúdos que envolvam diretamente as habilidades do século XXI.

Confira algumas dicas para posicionar sua instituição de ensino no mercado educacional:

  • invista em Marketing Digital: a internet e as ferramentas digitais são uma ótima maneira para atingir seu público-alvo de modo certeiro;
  • aposte no seu diferencial: sua escola tem algo especial a oferecer? Aposte nesse diferencial ou invista para criar um;
  • conheça a fundo o seu público-alvo: pesquise sobre o comportamento e as necessidades dele;
  • seja transparente em sua comunicação escolar: estabeleça sempre um diálogo verdadeiro com seu público-alvo e a comunidade escolar.

Veja quais cursos incluir na grade curricular

Sabemos que um dos maiores desafios para os gestores ao implantar a educação integral é a seleção da grade curricular que constituirá a educação integral. Assim, ao preparar um programa para essa modalidade de ensino, recomendamos que sejam adotados cursos no setor de tecnologia e idiomas. Como mencionamos, é imperativo prezar pelas competências requeridas pelo século XXI, pensando nos jovens como futuros profissionais.

Ademais, a escola deve fornecer subsídios necessários para que os estudantes possam acompanhar as aulas complementares, investindo em espaços físicos que favoreçam dinâmicas, atividades em grupo e exercícios que contribuam para a saúde dos jovens.

Descubra como a Happy Code pode ajudar sua escola

Referência no setor de ensino de linguagem de programação para crianças e adolescentes, a Happy Code oferece uma gama de opções para enriquecer a grade curricular da educação integral. Os programas disponíveis trabalham habilidades que fazem a diferença no futuro dos jovens, garantindo a eles vantagem competitiva no mercado profissional.

Direcionados para estudantes de 5 a 17 anos, os cursos ofertados trabalham o desenvolvimento de games, robótica e aplicativos. Todos os materiais da empresa foram criados com o intuito de que as crianças estejam preparadas para o mundo empreendedor.

Ademais, a Happy Code é referência no ensino STEM, sigla em inglês para Science (Ciência), Technology (Tecnologia), Engineering (Engenharia) e Math (Matemática). A metodologia tem por objetivo unir conhecimentos dessas quatro áreas, incentivando a aprendizagem interdisciplinar, a criatividade e o pensamento crítico.

Neste conteúdo, você entendeu como funciona a educação integral, conheceu seus benefícios e descobriu como é possível incrementar a grade curricular escolar. Agora que você já sabe mais sobre o assunto, pode começar a pensar em remodelar processos educativos para além dos muros de sua instituição de ensino.

Você gostaria de saber mais sobre ensino integral? Então, o que acha de entrar em contato conosco para conhecer nossa metodologia de ensino? Nós podemos ajudar a sua escola a formar cidadãos mais preparados para o mundo atual, cada vez mais globalizado, hiperconectado e virtual.

Ensino de programação: veja porque sua escola deve implementar
Post anterior Ensino de programação: veja porque sua escola deve implementar
Próximo post Como preparar minha escola para as competências da BNCC?
Close