Veja como elaborar a pesquisa de satisfação nas escolas

Veja como elaborar a pesquisa de satisfação nas escolas

Veja como elaborar a pesquisa de satisfação nas escolas

A pesquisa de satisfação na escola é muito importante para conseguir melhorar o trabalho e favorecer a retenção de alunos. Por isso, é preciso ter bom senso e profissionalismo para executar essa atividade corretamente.

Ela permite analisar como o público-alvo avalia a escola e ajuda a identificar os fatores que podem ser aperfeiçoados. Ter uma referência sobre o desempenho é um indicador importante para planejar as ações de maneira mais inteligente e com foco em resultados.

Neste post, mostraremos como elaborar um estudo para compreender o comportamento dos stakeholders (seu público estratégico) e a importância dessa iniciativa para pais e alunos. Confira!

Estabeleça o que será avaliado

Uma pesquisa de satisfação somente é bem elaborada quando são estipulados devidamente os aspectos que farão parte dos questionamentos. O ideal é que esse trabalho apresente itens que tenham uma relação direta com os serviços do colégio, como:

  • qualidade do corpo docente;
  • infraestrutura das salas de aula;
  • uso de recursos tecnológicos;
  • carga horária;
  • número de alunos por sala;
  • modelo de avaliação;
  • atendimento à comunidade escolar;
  • nível dos materiais utilizados;
  • matérias oferecidos;
  • qualidade do ensino;
  • maneira de administrar o patrimônio e os serviços.

É fundamental que esse processo de escolha dos tópicos a serem pesquisados conte com a participação de gestores e funcionários para o estudo ser bem abrangente.

Elabore um questionário

O próximo passo da pesquisa de satisfação na escola é a montagem das perguntas. Os questionamentos podem ser de dois tipos: aberto (o entrevistado elabora a resposta) e fechado (o público-alvo escolhe uma das alternativas).

A recomendação é que o questionário tenha perguntas curtas e bem redigidas. Isso fará com que os participantes tenham mais disposição para contribuir. Evite, ao máximo, fazer textos longos nas questões porque isso pode irritar algumas pessoas. Além disso, os enunciados devem ser bem claros e objetivos, sem ambiguidades.

Ao final do questionário, pergunte ao entrevistado se ele recomendaria a instituição de ensino para amigos e parentes. Essa é uma forma de constatar se ele está contente com o trabalho desenvolvido pelo colégio.

Opte por um canal

De que maneira o questionário será disponibilizado para a comunidade escolar? A resposta é essencial para pensar em como será a interação do público-alvo com o estudo. Em alguns casos, é garantido o anonimato dos participantes. Isso faz com que haja mais tranquilidade e sinceridade para responder às questões.

Escolha um canal que facilite a vida do público-alvo. É possível enviar a pesquisa de satisfação por e-mail e por mensagem no WhatsApp. Nos dois casos, deve haver um texto explicando a finalidade da ação e um link de acesso ao questionário. A medida é uma forma de atrair mais pessoas e de aumentar a abrangência do estudo.

Determine um prazo

É importante destacar, para os que recebem o questionário, o prazo de resposta. Essa postura também é uma maneira de organizar todas as etapas da pesquisa de satisfação. Dependendo do número de pessoas envolvidas, o tempo de resposta pode ser de quatro dias ou até um pouco mais.

Caso a taxa de resposta esteja abaixo da expectativa, pode ser reformulado o texto encaminhado para os pais e alunos. Isso porque não faz sentido elaborar um estudo para avaliar os trabalhos de uma instituição de ensino, caso não haja o engajamento dos que devem emitir uma opinião sobre os serviços prestados.

Procure medir os resultados

Depois de coletar as respostas, está na hora de conferir e analisar os resultados. Essa ação pode ser feita por meio de indicadores que sejam facilmente compreendidos e que retratem os itens avaliados.

Por isso, as respostas sugeridas podem ser, por exemplo:

  • ótimo;
  • muito bom;
  • bom;
  • regular;
  • ruim;
  • péssimo.

À medida que o estudo mostra, com clareza, como a escola está sendo avaliada pelo público-alvo, maiores são as chances de utilizá-lo como instrumento de melhoria e eliminação de eventuais erros.

Faça a divulgação

Independentemente dos resultados, a pesquisa deve ser divulgada para os stakeholders. É uma forma de a instituição de ensino mostrar transparência e respeito com todos os envolvidos.

As informações sobre a performance da escola, verificadas no estudo, devem ser repassadas de maneira clara e objetiva. A divulgação pode ser feita nos mesmos veículos usados para o envio do questionário. Ela também pode estar disponível no site corporativo e nos murais de aviso.

Não expor os resultados é um comportamento visto como falta de profissionalismo e prejudica a imagem do colégio, o que afeta negativamente a fidelização.

Crie um plano de ação

É bastante positivo divulgar o resultado do estudo para o público-alvo. Porém, isso não é o suficiente para justificar o investimento em um trabalho para avaliar como estão as atividades desenvolvidas.

Também é necessário elaborar um plano de ação a partir das respostas. Elas são fundamentais para verificar o que precisa ser aperfeiçoado e formular novos serviços para cativar ainda mais os alunos e os pais.

A sugestão é que esse plano seja apresentado para toda a comunidade escolar. Assim, é possível haver um maior envolvimento, o que contribui bastante para alcançar as metas e aumentar o nível de satisfação.

Entenda a importância da pesquisa para pais e alunos

Todos gostam de ser ouvidos e compreendidos e esse aspecto deve ser considerado por uma escola. Mesmo que obtenha um alto índice de aprovação em vestibulares e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), isso não é sinônimo de que nada precisa ser modificado.

A pesquisa de satisfação escolar mostra uma preocupação com a melhoria da qualidade de ensino, além de sinalizar que a instituição reconhece as necessidades e interesses dos estudantes e da família.

Assim, os pais e os alunos se sentem valorizados quando há uma consulta sobre a opinião deles a respeito da qualidade do ensino. Em qualquer segmento de atuação, uma empresa precisa estar muito atenta ao comportamento dos clientes. Do contrário, terá um sério risco de perder espaço para a concorrência.

Benefícios da pesquisa de satisfação na escola

Agora que você já sabe como deve ser feita a pesquisa de satisfação escolar e qual a sua importância, conheça alguns dos seus benefícios para a instituição.

Retenção de alunos na escola

Quando o ensino não é de qualidade ou não está alinhado com os alunos e seus responsáveis, as chances de perder estudantes aumentam. Além disso, muitas vezes o relato negativo dos usuários pode desincentivar novas matrículas, o que é muito ruim para a escola. Alunos satisfeitos podem se tornar ótimos divulgadores da instituição.

A pesquisa de satisfação é uma forma de conhecer melhor os estudantes e de ter a possibilidade de definir ações com base no público recebido. Quando a escola fica presa apenas às próprias impressões, não abre a possibilidade de estratégias que poderiam ser muito mais eficientes.

Possibilidade de aperfeiçoamento do trabalho dos profissionais

Com uma pesquisa bem elaborada, a escola consegue perceber melhor quais são os pontos falhos dos serviços oferecidos a partir da perspectiva do usuário. Isso ajuda a pensar em melhores formas de atuação e a elaborar metodologias mais modernas, para gerar maior satisfação. É possível, a partir dos resultados, investir em novas capacitações para os profissionais e também ter uma referência do que buscar na hora da contratação.

É importante considerar que esse trabalho deve ser feito continuamente. Ao perceber as fragilidades da instituição e investir em ações para o seu aprimoramento, é preciso fazer novas pesquisas. Da mesma forma, é fundamental que exista um esforço real de melhoria a partir dos resultados colhidos com o estudo, afinal, os alunos podem ficar desmotivados de oferecerem suas sugestões se perceberem que nada será feito em relação a elas.

Maior engajamento dos pais e alunos nas atividades escolares

Quando a escola demonstra a sua preocupação com os estudantes e acata as suas sugestões, eles se sentem mais valorizados e mais pertencentes àquele ambiente. Similarmente, quando a instituição percebe os seus pontos fortes e fracos ela consegue oferecer atividades mais atraentes, que favoreçam o engajamento dos alunos.

Esse conjunto de ações é importante para que os estudantes fiquem envolvidos com a escola e, assim, ajudem a construir uma boa imagem para o local. Isso cria um canal de comunicação mais simples e estimula a sensação de protagonismo também para os pais.

Oportunidade de oferecer formações complementares

Assim como os pontos a serem melhorados, a pesquisa de satisfação pode mostrar quais são os aspectos da instituição que o público mais gosta. Isso pode ser uma excelente oportunidade de aprimorar o marketing escolar e também de investir em atividades complementares relacionadas, que valorizem o que o colégio tem de melhor.

A estratégia de pesquisa na escola pode ser considerada uma forma de diagnosticar qual a imagem que é passada, o que ajuda a guiar o planejamento de maneira muito mais eficaz. Além disso, ela pode ser usada sempre que for preciso, para avaliar com maior clareza os resultados de alguma ação realizada.

É inegável que a pesquisa de satisfação na escola pode proporcionar grandes benefícios, pois é um indicador válido de como estão sendo desenvolvidas as ações. Consultar o público-alvo consiste em uma tarefa de inteligência de mercado e de humildade, aspectos essenciais para o sucesso.

Você já teve alguma experiência com a pesquisa de satisfação na escola? Deixe nos comentários como foi!

Powered by Rock Convert
Post anterior Veja como assegurar a diversidade na sala de aula
Próximo post 7 razões para adotar a tecnologia na educação das crianças
Close